Vinho seco x Vinho suave. Saiba quais as diferenças

Os termos Vinho Suave e Seco usados ‚Äč‚Äčnos r√≥tulos dos vinhos brasileiros t√™m causado muita confus√£o entre profissionais do setor e consumidores. Existe um conceito t√©cnico relacionado com a composi√ß√£o e legisla√ß√£o de rotulagem do vinho. Ao mesmo tempo, existe um conceito popular que est√° relacionado apenas ao sabor do vinho no paladar.

Diferença em relação a legislação

Tecnicamente, no Brasil, as palavras Suave e Seco est√£o relacionadas ao teor de a√ß√ļcar do vinho. De acordo com a legisla√ß√£o, o vinho seco cont√©m at√© 4 gramas de glicose por litro, enquanto o vinho suave cont√©m 25 gramas de glicose por litro.

Coloquialmente, a palavra “suave” √© usada para descrever vinhos que s√£o agrad√°veis ‚Äč‚Äče f√°ceis de beber. Um vinho equilibrado e delicado que n√£o compromete o paladar. √Č chamado de “vinho redondo”. Na pr√°tica, isso significa que todos os recursos sensoriais est√£o integrados e nada fica na boca.

O conceito popular de ‚Äúvinho seco‚ÄĚ aplica-se aos vinhos que apresentam adstring√™ncia, ou seja, induz a sensa√ß√£o de boca seca. Esta adstring√™ncia √© causada pelos taninos. O tanino √© uma subst√Ęncia natural encontrada nas cascas da uva que reage com a saliva e produz uma sensa√ß√£o de n√≥ na boca.

Como o vinho tinto leva algum tempo para entrar em contato com as cascas das uvas que est√£o sendo feitas, ele tende a ter mais taninos. E, assim, fica mais seco. Nos vinhos brancos, os taninos s√£o quase impercept√≠veis devido ao muito pouco contacto com a pele. Isso o torna “mais suave”.

Uvas usadas

As uvas s√£o uma das diferen√ßas entre os dois vinhos. O vinho seco √© elaborado com uvas da fam√≠lia Vitis vin√≠fera (uvas europ√©ias) e da Vitis labrusca (uvas americanas). A Vitis vin√≠fera ou tamb√©m conhecida como ‚Äúuva nobre‚ÄĚ √© utilizada para produzir vinhos finos, enquanto a Vitis labrusca √© utilizada para fazer vinho de mesa e suco de uva.

Os vinhos suaves brasileiros, por sua vez, s√£o elaborados a partir de Vitis labrusca ou uvas americanas, que apresentam complexidade arom√°tica menos pronunciada. Exemplos incluem as variedades Isabel, Bord√ī, Hebermont, Niagaras e Concord.

A produção

A caracter√≠stica mais importante do vinho seco √© a quantidade de a√ß√ļcar na bebida. Para se qualificar para esta denomina√ß√£o, o vinho deve conter at√© 4 gramas de glicose por litro.

O a√ß√ļcar residual √© o a√ß√ļcar que permanece na bebida ap√≥s todo o processo de fermenta√ß√£o. O nome √© porque durante o processo, uma certa quantidade de a√ß√ļcar √© convertida em √°lcool.

Ap√≥s as uvas serem esmagadas, a fermenta√ß√£o come√ßa at√© que a levedura converta alguns dos a√ß√ļcares existentes em √°lcool. Se o a√ß√ļcar residual for inferior a 4 gramas por litro, o vinho est√° seco. Desta forma, a do√ßura n√£o ser√° sentida nos vinhos secos.

Por outro lado, os vinhos suaves apresentam mais a√ß√ļcar em sua composi√ß√£o. No Brasil, um vinho suave deve conter mais de 25 gramas de glicose por litro.

Portanto, durante sua fabrica√ß√£o, as uvas s√£o fermentadas at√© atingir a do√ßura desejada. Em seguida, abaixam a temperatura para interromper a fermenta√ß√£o ou usam um processo de filtragem que impe√ßa a levedura de converter a√ß√ļcar em √°lcool. Outra maneira de fazer vinho suave √© adicionar a√ß√ļcar √† bebida.

Vinho Seco

Por regulamento, o vinho √© considerado seco quando possui no m√°ximo 4 gramas de glicose por litro. Basicamente, a maior caracter√≠stica do vinho seco √© o teor de a√ß√ļcar na bebida.

Ap√≥s o processo de fermenta√ß√£o, a levedura converte a maior parte do a√ß√ļcar das uvas em √°lcool. Uma vez feito, este teor de glicose determinar√° a classifica√ß√£o do vinho. Se estiver abaixo de 4 gramas por litro, o vinho √© considerado seco.

As uvas utilizadas na produ√ß√£o s√£o vin√≠feras ou americanas, ou seja, uvas como Vitis Vin√≠fera e Vitis labrusca. Nenhum a√ß√ļcar adicional √© adicionado na produ√ß√£o de vinho seco.

Existem várias categorias de vinhos secos, caso não esteja familiarizado com esta categoria, recomenda-se começar pelos vinhos mais leves e delicados. Aprecie e esmague os sabores marcantes da bebida, em perfeita harmonia com os pratos e momentos.

Vinho Suave

Vinhos suaves, como o nome sugere, s√£o mais suaves devido ao seu alto teor de a√ß√ļcar. Por serem mais doces, √© um vinho que agrada a maioria das pessoas, principalmente os iniciantes.

Pela legisla√ß√£o brasileira, para ser considerado um vinho sedoso, a bebida deve conter mais de 25 gramas de a√ß√ļcar por litro. Devido ao alto teor de glicose, n√£o desenvolve uma textura e aroma atraentes.

Os vinhos suaves s√£o produzidos a partir de uvas de mesa ou americanas (Vitis labrusca), que costumam ser consumidas in natura.

No caso do vinho suave, menos a√ß√ļcar √© convertido em √°lcool pela levedura, por isso ainda √© mais doce. Isso explica por que √© um vinho considerado refinado, f√°cil de beber e n√£o afeta o paladar.

Agora que você entendeu a diferença entre esses dois vinhos, basta você identificar qual agrada mais o seu paladar.

Joice Franco
Joice Franco

Apaixonada por vinhos e editora do site IndicaVinhos.com

A venda de bebidas alcoólicas é proibida para menores de 18 anos. Aprecie com moderação. Se beber, não dirija.

ūüć∑ Indica Vinhos
Logo